terça-feira, 30 de janeiro de 2018

FIT Lab - Testemunho Ana Ângelo

"Resultados obtidos depois de 10 meses de ida aos treinos… muuiiitos!

Comecei esta aventura (já tinha tentado uma vez, mas achei a “coisa” dura demais e desisti) porque senti que estava na hora de subir as minhas escadas (2.ºandar) pelo menos, a respirar corretamente!
Eis que, passados 10 meses subo a correr, de “duas em duas” ou até, de “três em três”. Em termos de peso e massa muscular as oscilações são significativas e no mês de janeiro obtive uma redução de massa gorda de 14,72% (Vencedora!!!).

O treino regular no FITSalvador melhorou muito a minha condição física tanto para a minha vida diária como também, noutro projeto que embarquei há 11 meses atrás, a corrida e a prática de trails.
Há 11 meses fiz a minha primeira prova de trail em Mértola (quem conhece, sabe o grau de dificuldade da prova e o quanto a força de pernas e restantes músculos é importante para a modalidade). Nessa prova, chorei bastante (mesmo!!!), doía-me tudo e demorei cerca de 3horas e 56 minutos a percorrer 12km. Passado este tempo e, com uma frequência mais ou menos regular de 3 treinos por semana no FITSalvador, que inclui as “sovas” do Mauro, os “treinos maravilha” do Justino e do Rúben e as outras “sovas” do Tiago, corro e faço provas de trail (com alguma altimetria) em tempos que superam todas as minhas expectativas.

Pergunta para queijo… “deve-se a quê?!?” aos vossos treinos! Não tenho dúvida nenhuma! Aquela história do “calçadão não” para mim, é mais “FFITSalvador e voa no calçadão” (não rima mas dá para perceber). Fica apenas o registo que na última prova realizada em Beja, o trail dos Escoteiros, fiz 24km num tempo fantástico de 2h40min.


Para a próxima, escrevo sobre o Pedro e depois sobre a máquina Avô Alfredo!"

Ana Ângelo


quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

FIT Lab - Testemunho João Carvalho

"O meu percurso no FITSalvador começou no ano de 2016, quando após algumas tentativas falhadas de ganhar peso (nomeadamente com planos em ginásios, etc) decidi e mentalizei-me que ia conseguir ganhar o peso que há muito desejava.. eu não conseguia fazer uma flexão em condições e nas férias de verão, em longos passeios, chegava a ter algumas tonturas. 

Hoje já faço várias flexões como deve ser e as tonturas passaram! Ao início foi muito duro, mas rapidamente comecei a adorar os treinos. Nunca tinha experimentado o HIRT mas devo dizer que com ele consegui os resultados que queria! Sou mais uma prova de que o HIRT/FITSalvador não é só cardio e não serve só para a perda de peso, como dizem por aí.. com o HIRT/FITSalvador consegui passar dos 68kg (fotos da esquerda) para os 76kg (fotos da direita)! 


Não há segredos, nem fórmulas mágicas, apenas um pequeno ajuste na minha alimentação e algum trabalho com muito suor e algumas dores (3 treinos por semana chegaram, porém muitas vezes treinava todos os dias da semana, tal não era o vício!). Dói muito ao início mas quando começamos a ver resultados só queremos é treinar mais, mais e mais. Sou suspeito porque gosto tanto disto que estou a dar treinos no FITSalvador devido à formação de HIRT que decidi lá tirar, mas as fotos valem mais do que tudo o que possa dizer!

Abraços, beijinhos e bons treinos


PS: Ainda vou a meio do caminho e fiz isto tudo pela t-shirt que vou ganhar! :DDDD"

João Carvalho

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

FIT Lab - Testemunho Joana Carvalho

“2015-2017 | 2 anos separam as fotografias da primeira coluna das da segunda. 2 anos e menos 17kg. O meu percurso na luta contra o excesso de peso não foi fácil – nada fácil. Aliás, acho que não é para ninguém. Foi um percurso feito de muitos altos e baixos, do qual desistia variadíssimas vezes.
Sempre fui uma criança/adolescente ligada ao desporto - natação, ténis, futsal, basquetebol, futebol - fiz de tudo. E gostava. No entanto, a minha alimentação deixava sempre muito a desejar e essa, ligada à genética, não me dava grandes hipóteses no sentido de conseguir ter uma vida saudável, mesmo praticando actividade física. A minha relação com o desporto foi-se perdendo ao longo do meu percurso na universidade o que fez com que, a uma certa altura, o meu peso tenha chegado aos 84kg. Ao consultar uma nutricionista (2015), por muito que se queira, os primeiros tempos não são fáceis e por muita vontade que tenhamos em mudar, seguir um plano alimentar requer dedicação e adaptação a novos conceitos e ideias - no meu caso, tal adaptação demorou 1 ano e qualquer coisa – sim, bastante tempo.

Assim, não foi há muito tempo que a minha vida começou a mudar. Comecei a ter interesse por tudo o que está relacionado com nutrição, a treinar com objectivos e a aprender a gostar deste "mundo". No que diz respeito a actividade física, comecei a praticar HIRT (High-Intensity Interval Resistance Training) - sendo o que pratico ainda hoje - e foi isso mesmo que, aliado à alimentação regrada, me levou a alcançar a perda de peso, o ganho de massa muscular e a significativa redução da idade metabólica (de 37 para 18 anos). Por tudo isto só tenho a agradecer aos treinos do FITSalvador por me terem dado a oportunidade de modificar completamente a minha visão das coisas - apesar de serem dados por quaisquer “forças sobrenaturais” que nem nos permitem chegar a perceber muito bem como é possível gostarmos tanto daquilo!

Quando comecei esta prática não sabia onde me estava a meter, verdade seja dita. Os dias seguintes aos primeiros treinos são tão dolorosos que a única coisa que uma pessoa deseja é não voltar a pôr lá os pés – desculpem, é um facto. No entanto, continuamos a ir, umas vezes com mais carga, outras vezes com menos, até que chegamos àquele ponto em que começamos a conseguir fazer os exercícios e as dores musculares já se tornam uma "coisa boa". Eu sei que custa a acreditar, mas as dores são realmente gratificantes e quando começamos a ver os resultados a aparecer... não queremos outra coisa. O conceito, a motivação transmitida pelos crowd trainers e a vontade de querermos cada vez mais de nós, ao longo dos treinos, são peças chave para o sucesso. Para mim foram, sem dúvida. Se a nossa motivação está sempre em altas? Não, de todo. O segredo é a disciplina aliada à paciência, acreditem.
Nos dias de hoje, sou uma pessoa muito mais feliz e saudável, conseguindo controlar aquilo que como e tendo noção das minhas necessidades no sentido de poder acompanhar os treinos da melhor forma. O percurso não é nada fácil e as fases em que pensamos em desistir são mais frequentes do que se imagina, mas vale muito a pena e é super gratificante obter os resultados de tanto esforço! É realmente incrível como a nossa vida pode mudar – hoje em dia anseio pelos treinos do FITSalvador, a cada semana – coisa que nunca pensei poder afirmar quando comecei esta aventura. Se me arrependo de alguma coisa? Sim – de não ter tomado esta decisão mais cedo.”


Joana Carvalho

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

I Jornadas de Medicina do Exercício - Treino de Força para a Saúde

Treino de Força para a Saúde" será o tema discutido nas "I Jornadas de Medicina do Exercício" da Clínica das Conchas.

Abordagem multidisciplinar, incentivando em cada tema a preleção/argumentação conjunta de Médicos, Fisioterapeutas e Fisiologistas do Exercício.

Já reparou nos palestrantes internacionais e nacionais?

Mais info http://jornadasmex.clinicadasconchas.pt/






terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Convocatória AG


Convocam-se os Associados da Associação FitSalvador, para uma Assembleia Geral Ordinária, que terá lugar na Sede Social, sita à Rua Tenente Sanches Miranda, N.º 68, Beja, no dia 16 de Janeiro de 2018, pelas 18H30, com a seguinte ordem de trabalhos:

1.     Nomeação e Aprovação dos Órgãos Sociais Para o Biénio 2018/2019;
2.     Aprovação do Plano de Actividades para o Biénio 2018/2019;
Se à hora marcada, não se verificar a presença de mais de metade dos associados com direito a voto, a reunião efetuar-se-á meia hora depois com qualquer número de associados presentes.

Beja, 02  de Janeiro de 2018

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
Maria Filomena Bento

FITSalvador pelo Mundo - BURPEES em Bucegi Mountains, Roménia

Grande atleta,

Burpees a 2216m de altitude!

Obrigado Ramy.