quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Laboratório FITsalvador - Ritmo Circadiano... qual é o teu?

Qual a melhor hora do dia para treinar?

O mesmo treino, a mesma carga, o mesmo indivíduo... apenas a horas do dia diferentes: 7h15, 13h15 e 19h15.

Porque será que, para o mesmo treino, a intensidade seja diferenciada de acordo com a hora do dia?

E tu, és um madrugador ou só funcionas à tarde?? Discute com o teu Trainer qual a TUA melhor hora para treinar!



Segundo Drust et al. (2005) e Reilly (1990) citados por Bessot, et al. (2006), performances mais fracas são frequentemente observadas pela manhã, enquanto que pela tarde observa-se um melhor desempenho.

Noutro estudo (Moussay et al., 2002ª, 2002b cit Bessot, et al., 2006) observou-se que as intensidades volitivas eram significativamente mais baixas às 6h do que às 18h, enquanto que intensidades manipuladas afectam a performance natural do atleta (Bessot, et al., 2006). Possivelmente justificado pela capacidade coordenativa onde a velocidade da condutividade dos nervos aumenta ao longo do dia (Ferrario et al., 1980 cit Bessot, et al., 2006).

Num estudo com ciclistas (Bessot, et al., 2006) o tempo até à exaustão foi maior às 18h do que às 06h bem como a concentração de lactato e temperatura corporal.

Num estudo onde o protocolo utilizado foram sprints máximos em quatro horários diferentes (07h, 09h, 17h e 19h), também a concentraçâo de lactato foi maior ao fim do dia do que pela manhã, bem como a frequência cardíaca (Racinais, Connes, Bishop, Blonc, & O., 2005). Ainda neste estudo observou-se que a potência do primeiro sprint era maior ao fim do dia.

O factor motivacional pode ajudar a explicar a diferença registada na intensidade do treino, apesar do trabalho realizado ser idêntico: os mesmos exercícios, a mesma carga, etc.
A motivação para o empenho no treino é maior ao fim da tarde, bem como a predisposição fisiológica para sinapses mais eficazes justificadas pela capacidade coordenativa onde a velocidade da condutividade dos nervos aumenta ao longo do dia (Ferrario et al., 1980 cit Bessot, et al., 2006).

Outra justificação poderá estar relacionada com o sistema linfático, que é responsável pela "limpeza" de todo o "lixo orgânico" derivado do metabolismo.

Ao final do dia, a quantidade de "lixo orgânico" acumulada é muito maior do que ao início e a meio do dia, pelo que poderá significar uma maior sobrecarga do sistema cardiovascular para levar a cabo esta "limpeza", resultando numa maior FCmédia.

Num estudo realizado com mulheres futebolistas verificou-se que os picos de potência, a fadiga e temperatura eram superiores ao final da tarde, indicando que o risco de lesão é maior ao final da tarde associando-se à flutuabilidade da performance anaeróbica (Hammouda, et al., 2012).


“The most robust result is that athletic performance seems to be best in the evening around the time when the core body temperature typically is at its peak” (Thun et al., 2014)

Referências







 

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado Marcos!

      Aproveita para dormir enquanto podes=P

      Eliminar
  2. Não sou muito de dormi..., mas sim aproveitei ate hoje :)

    ResponderEliminar
  3. Não sou muito de dormi..., mas sim aproveitei ate hoje :)

    ResponderEliminar
  4. Falando por mim, eu que sou um madrugador (forçado!), posso dizer que sinto ter mais rendimento nos treinos matinais que nos horários da tarde, em que sinto algum desgaste pelo dia de trabalho…Uma das coisas que gosto dos treinos da manhã é encarar o dia que aí vem com um sentimento de dever cumprido que me faz sentir melhor, sobretudo mentalmente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Flávio

      Para mim única coisa boa é mesmo o encarar o novo dia com uma ganas... pronto a comer o mundo...

      Pois a essa hora a vontade é muito pouca =P

      Mas espero mudar
      Abraço

      Eliminar
    2. Faço um esforço tremendo para obedecer ao despertador dia sim/ dia não, sobretudo agora no inverno... Felizmente os dias já vão crescendo e a primavera está aí não tarda!... É o único horário que me permite treinar e conciliar sem problemas com as outras atividades do dia e o mais importante, a família e o jantar sagrado à mesa pelas 20h... Já vos disse e repito: Treinar convosco foi das melhores, senão a melhor decisão que tomei (em termos de saúde e bem estar) de sempre! Não só sinto a diferença no corpo, em pouco mais de quatro meses, mas sobretudo a nível mental! Sou por norma uma pessoa bem disposta e positiva para os outros, mas quando nos sentimos bem na própria pele... melhor ainda!... Abraço André! :)

      Eliminar
    3. Obrigado Flávio=)

      Assim ficamos vaidosos=P

      Eliminar