domingo, 9 de novembro de 2014

Redução de Massa Gorda: Macho... mas nem tanto!

Infelizmente a natureza não joga a nosso favor.

Ou reformulando, temo-nos posto a jeito de borrar uma das maravilhas da criação, que é o nosso organismo, através das agressões da nossa pegada ecológica e principalmente pelas mudanças radicais com que nos organizamos em sociedade e zelamos pelo nosso umbigo.

Não podemos apagar (ou pelo menos esquecer) um código genético que levou 2.000.000 (2milhões) de anos para olear uma máquina perfeita que é o homo sapiens.

Qualquer adaptação evolutiva darwinista requer uma prolongada exposição a novas realidades/dificuldades: não foi na semana a seguir à invenção da ROUPA que deixámos de ser PELUDOS!!!!

Certamente foram séculos ou milhares de anos de exposição a todas essas vicissitudes (necessidades ou desnecessidades) que, para bem da nossa sobrevivência, fomos perdendo o pêlo... pelo menos alguns.

Falamos do pêlo como qualquer outra adaptação (ex:posição bípede), portanto não é de estranhar que alterações demasiado rápidas no nosso estilo de vida, como acontece(u) desde a revolução industrial, tenham efeitos nefastos nesta máquina perfeita que é o nosso organismo.

MOVIMENTO era sinónimo de sobrevivência: caçar e fugir de predadores.

STRESS era sinónimo de prontidão para agir, para nos movermos para comer e para escapar aos perigos.

Hoje em dia temos muita dificuldade em arranjar uns minutos por semana para ir ao "GYM"...
STRESSAMOS por coisas ridículas e fúteis...
E ainda por cima, a comida vem-nos parar à mesa...

Facto #1 - Os homens produzem cada vez menos TESTOSTERONA

Este estudo demonstra que, década após decada, os homens estão produzindo cada vez menos TESTOSTERONA.

A TESTOSTERONA é a hormona principal na manutenção e aumento da massa isenta de gordura - músculo.

O músculo é a principal arma para evitar acumulação de gordura e manter o metabolismo elevado.


Facto #2 - STRESS engorda... se aliado ao cardio "lentilongo" - CALÇADÃO


O CORTISOL, conhecido como hormona do stress, prepara-nos para estados de prontidão em situações de emergência aumentando a pressão arterial e o açúcar no sangue para disponibilizar energia muscular.

PERFEITO! Quando a realidade era caçar e fugir dos leões. (imagino que seriam SPRINTS e não passear no calçadão)

Agora imaginem este cocktail (TA e Açúcar) mas sem MOVIMENTO... e voilá... DIABETES!!!!

O açúcar em excesso (visto que não vai ser utilizado pois não há movimento), não só vai aumentar a produção de insulina e da hormona LPL que inibem a utilização de GORDURAS como energia, como ainda por cima este excedente vai ser acumulado como reserva de GORDURA.

Mais, o CORTISOL favorece a acumulação de gordura abdominal.

Concretamente neste estudo verificou-se que, isoladamente, a Hormona do Crescimento (GH) e o Cortisol tinham efeitos contrários: a GH promove a lipólise (incineração de gorduras) e o Cortisol inibe a lipólise através da mobilização da LPL (acumulação de gorduras).

Mas o que é mais impressionante, e que corrobora todo o desvaneio antropológico mais atrás, é que as duas em simultâneo potenciam o efeito lipolítico da GH.
 
“Furthermore, the present results suggest that the lipolytic effect of GH is strengthened in the presence of cortisol.”

Impressionante como outro estudo relaciona a caça com a produção de testosterona e de cortisol.

Simplesmente por matar a presa os níveis de testosterona e de cortisol aumentavam.

Informação preciosa na hora de prescrever ou escolher o programa de exercícios: musculação ou ZUMBA? Passadeira ou mini trampolim?

Pois bem, para o aumento da GH está documentado: dormir muito, musculação e acumulação de ácido láctico.

Já o Cortisol aumenta em situações de stress físico (quanto maior o tempo passado em treino ou exercício), e psicológico (por exemplo manter-se fiel a uma dieta rígida).

Querem mesmo continuar a passar horas e horas no CALÇADÃO ou cardio “lentilongo” aumentando os níveis de CORTISOL que por sua vez inibe a utilização de açúcares e gordura???

Afinal de onde vem a energia para o calçadão se temos dificuldade em mobilizar o açúcar e gordura? Sobram as proteínas, e isso significa que estamos canibalizando massa muscular.
(já viram, certamente, imagens de maratonistas todos escanzelados e oxidados...)

Agora imaginem se forem mulheres...

Ou se rendem à INDISPENSÁVEL musculação pois é a única que promove a manutenção do músculo a longo prazo e que em intensidades elevadas promove o aumento da GH… Para além de poderem treinar muito menos horas por semana podendo canalizar o tempo preciso para outras actividades muito mais interessantes como o Lazer, família e COMER!!! (baixando o stress baixamos também os níveis de cortisol e aí sim, temos o cocktail perfeito: FAT BURNING COCKTAIL)

Apenas para apimentar as coisas, deixo outra má notícia:

Facto #3 – Os homens estão perdendo a virilidade…

No homem, a produção natural de estrogénio é baixa, afinal é isso que nos diferencia das mulheres.

No entanto, existem preocupações sérias que estejamos a ser contaminados, através da água que bebemos, com estrogénio proveniente da urina das mulheres que tomam a pílula, produtos cosméticos, pesticidas, e outros lixos industriais…

Este estudo demonstra que, derivado a todos esses factores de contaminação das águas mesmo após tratamento, os peixes machos estão ficando efeminizados…

A correlação com os humanos, neste estudo, não é significativa mas não deixa de preocupar os investigadores.

Para além do facto que o estrogénio é uma hormona que altera uma série de processos metabólicos que favorecem o aumento da adiposidade. Fisiologicamente, a mulher tem maior acumulação de gordura que o homem.

Não só estamos a ficar gordos como também abichanados…

Não hibernem… INCINEREM!!!
EVIDENCE vs BULLSHIT

Sem comentários:

Publicar um comentário