domingo, 29 de dezembro de 2013

HIRT - FITsalvador vs Musculação Tradicional

Ao longo destes anos tenho tido o previlégio de contar com infiltrados no mundo da investigação científica...

Não apenas inflitrados de conveniência, mas daqueles amigos de infância aos quais nos falamos de beijo =|
Dois Médicos (Hospital de Beja e Madrid), e um Doutorando no Imperial College of London em Biomecânica, para além de um acesso algo limitado a algumas plataformas on-line como docente do IPB, permitem que vomitemos literatura, evidências e inferências!!

Friends whit benefits... =)
E isso põe-nos na linha da frente quanto aos resultados e conclusões mais recentes da fisiologia do exercício, e normalmente de estudos sem "pressões" comerciais... por isso talvez muitas vezes não são publicados/divulgados.

É gratificante ver que a ciência corrobora todas as metodologias que implementámos nos últimos 5 anos.

Mas mais importante, é que estas evidências que vos apresentamos potenciarão o consumo energético pós-treino em 450%.

E este investigadores italianos até arranjaram um nome que encaixa perfeitamente no HIIT dos treinos metabólicos FITsalvador: HIRT - "High Intensity Interval Resistance Training"

Compararam, finalmente, a clássica e tradicional musculação com o HIRT!

Dividiram a amostra em 2 grupos:
  • TT - Traditional Resistance Training - 62min 4 séries de 8 exercícios 75%RM
  • HIRT - metodologia FITsalvador 32min 3 sets por exercício 85%RM
Os resultados mostram que o treino tradicional demorou mais e com um impressionante volume de carga de (7835.2 ±1013 kg). Mas o lactato apenas chegou aos 5.1mmol/L, e após 22h o consumo energético apenas subiu 5%.


O grupo HIRT, com um treino bem mais curto, e com um volume de treino praticamente pela metade (3872.4 ± 624 Kg) devido à intensidade e pausas incompletas obtiveram niveis de lactato depois do treino cerca de 10.5mmol/L.

Mas mais importante, o grupo HIRT arrasou no consumo energético após 22h: 452 calorias extra.

Outro dado que me impressiona é o queficiente respiratório (RR) do grupo HIRT que é, de forma estatisticamente significativa, muito menor que o treino tradicional.

O RR é a razão entre o dióxido de carbono expelido e o oxigénio consumido, e quanto mais próximo de 1 for esse valor significa que estamos a consumir "açucares", e quanto menor for o valor mais nos apróximamos da INCINERAÇÃO de gorduras...

Mais uma vez fica demonstrado que não é uma questão de números mas de qualidade do estímulo!

Mais não significa melhor!

Não hibernem... INCINEREM!!!
EVIDENCE vs BULLSHIT




High-Intensity Interval Resistance Training (HIRT) influences resting energy expenditure and respiratory ratio in non-dieting individuals.

Sem comentários:

Publicar um comentário